Manutenção corretiva ou preventiva?



Seu carro apresenta um defeito. O que fazer? É evidente que v. vai efetuar o que chamamos de manutenção corretiva, ou seja, corrigir um defeito que ocorreu. E isto normalmente acontece quando v. mais necessita do seu transporte pessoal. Este fato é quase uma “tradição” do motorista brasileiro que não possui o hábito de efetuar a manutenção preventiva, cujo valor agregado é, sem sombras de dúvidas, muito menor financeiramente e evita o transtorno de pega-lo de surpresa em determinado momento. Isto sem falar que nesta manutenção são corrigidos “futuros” defeitos cujo reparo, ao ocorrerem, trariam um prejuízo muito maior.
Injustificadamente a “falta de tempo” é a vilã da estória.
Há motoristas que alegam falta de tempo para deixar o veículo na revisão, outros afirmam que suas seguradoras lhe enviarão um socorro mecânico "gratuito" em caso de pane e há aqueles que acham que, enquanto o veículo estiver rodando, é sinal que está tudo bem.
O que a maioria desconhece é que, além dos transtornos que um defeito pode causar, ficar parado sabe-se lá onde, enquanto aguarda o socorro mecânico é um risco desnecessário e que pode ser evitado.
A falha de um único componente pode causar danos em um conjunto ou sistema completo. Veja o exemplo: O filtro de combustível impede que impurezas contidas no combustível ou mesmo no tanque cheguem às válvulas injetoras. Quando o intervalo de troca recomendado pelo fabricante não é observado, a saturação do filtro passa a  exigir da bomba de combustível uma corrente elétrica acima da ideal. A bomba trabalhando forçada pela sobrecarga tende a se queimar, imobilizando o veículo. Vale lembrar que o custo de um filtro é dezenas de vezes inferior ao de uma bomba de combustível elétrica.
Com a manutenção preventiva é possível fazer um planejamento dos gastos com base na quilometragem percorrida mensalmente. Seu mecânico de confiança pode determinar com você quais são as prioridades de manutenção naquele momento, ou seja, o que realmente precisa ser substituído de imediato, ou apenas ajustado e o que pode esperar mais alguns quilômetros ou alguns meses.
Se você possui o manual do veículo essa tarefa fica ainda mais fácil, pois a montadora já fez o plano de manutenção para o seu carro, bastando seguir as orientações do manual.


0 Response to " "

Postar um comentário